terça-feira, 30 de março de 2010

Amar é...

Existem momentos na vida da gente que não dá pra esquecer jamais.
Eu passei um momento inesquecível do lado de uma grande amiga.
Estávamos viajando pela Região dos Lagos, na Semana Santa.
Toda noite, íamos pra praça da cidade - a diversão em cidades pequenas é dar pinta na praça, já repararam? - sentávamos em uns bancos, pra beber e conversar.
Eis que ela vira para o namorado e, de uma forma muito carinhosa, que eu poucas vezes a ouvi usar, pergunta a ele:

- Amor, você já fez cocô hoje?

Oi?
Em alto e bom tom, no meio da praça da cidade, na frente de todo mundo, JURA pra mim que você vai investigar a atividade intestinal do seu namorado?
Claro que não foi só eu que teve esse reação e o cara ficou muito constrangido, enquanto ela fazia uma carinha de "O quê? Ele tem prisão de ventre e eu fico preocupada. Quero que ele esteja bem."
E então, eu entendi. Aquilo era amor.

Amar é... você ter tanta intimidade com alguém e se preocupar tanto com o seu bem-estar, que você urge em saber se ela cagou hoje!

E agora, depois de tantos anos, me pego pensando. Todos os nossos amigos entenderam aquilo, viraram publicitários e... conseguiram a conta do Activia!
Eles viram como isso é óbvio e convincente, e agora querem me passar essa ideia de que  a Patrícia Travassos, sua garota-propaganda, se importa comigo, e consequentemente a marca que ela representa,e eu sei que isso não é verdade!
Isso, seus fanfarrões, é uma ideia chupada e puro capitalismo desenfreado, porque nem a pau eu acredito no amor da Patrícia!

P.S.: Meu intestino vai bem, obrigada, caso você me ame.

4 comentários:

Karina Lerner disse...

pense na raiz da palavra "enfezado". pense no seu significado. SIM, há uma associação entre elas!

meu intestino é super regular, obrigada. :o)

beijos!

Karina Lerner disse...

nossa, não podia deixar de comentar: seu tratado sobre fezes e enfezados ficou engraçado no texto que escrevi sobre a felicidade de um comercial de margarina!

ning vai entender nada, hahahaha!

beijos!

João Carlos Nara Jr. disse...

Karina forçou! :-)
Fezes vem de faex, lama.
Enfezado vem de infensatum, hostil.
Só o instinto maternal pode levar uma garota a perguntar esse tipo de coisas!

Fabiano C. Guerra Pereira disse...

Tem coisas que realmente são o que são, desde a praça em cidadezinha até a pergunta fundamental. Amar é assim mesmo, é o simples ato de se importar com o que poderia passar despercebido. Quem ama cuida, mima e diz o que é preciso para o bem da pessoa amada. Enfrenta, grita e até faz bico se necesário, mas o que é, é o que é. Vi um filme recente que mostrava o simples fato de que duas pessoas podem até estar se odiando em algum momento dificil da vida, ao mesmo tempo em que se amam, amor é tarefa para gente dedicada, dedicação tal como de um professor para com um aluno, muitas vezes nesta relação, os dois aprendem a viver e a amar, a superar os problemas para construir seus sonhos, afinal de contas, o amor é fundamental para se alcançar isto.

Postagens populares